Catedral de Brasília
Palavra do Pastor

6º Domingo do Tempo Comum

A Nova Lei do Senhor

12/02/2017

 

+ Sergio da Rocha
Cardeal Arcebispo de Brasília

 

Segundo o Livro do Eclesiástico, o homem tem diante de si dois caminhos: o bem e o mal, a vida e a morte. Com a sabedoria de Deus, é chamado a escolher a vida, pois o Senhor “não mandou a ninguém agir como ímpio e a ninguém deu licença para pecar” (Eclo 15,19).            São Paulo afirma que tal sabedoria “não é deste mundo”, mas vem de Deus. Ele anuncia a “sabedoria de Deus”, recordando-nos que o que Deus preparou para nós vai muito além do que possamos ver, ouvir ou imaginar (1Cor 2,6-10).

O Evangelho nos mostra a sabedoria de Deus que é Jesus Cristo nos ensinando a trilhar o caminho da vida. No “Sermão da Montanha”, narrado por Mateus, Jesus dá a nova Lei ao novo povo de Deus, assim como outrora Moisés subiu o monte Sinai para dar a Lei ao povo da Antiga Aliança. Contudo, logo no início do texto proclamado, Jesus esclarece que não veio para “abolir a Lei e os Profetas”, mas sim para dar-lhes pleno cumprimento (Mt 5,17).

Jesus ensina o verdadeiro sentido da Lei, que estava sendo esquecido, elevando-a à plenitude e tornando-a muito mais exigente, conforme os quatro exemplos que são apresentados na passagem proclamada na Liturgia de hoje: 1º) a respeito do homicídio, ele vai muito além do simplesmente “não matar”, excluindo qualquer tipo de dano ao irmão (v. 21-16); 2º) sobre o adultério, Jesus ultrapassa a letra da lei advertindo sobre a raiz deste pecado, que está no coração do homem (v.27-30); 3º) quanto ao divórcio, ele recusa a prática então em vigor (v.31-32); numa outra passagem ele afirma que o Criador fez o homem e a mulher para se unirem numa só carne, não devendo o homem separar o que Deus uniu (cf. Mt 19,3-9); 4º) o último exemplo se refere aos juramentos; ao invés deles, Jesus afirma a importância da sinceridade e da verdade, ao propor que “seja o vosso sim: “Sim” e o vosso não: “Não” (v.37). Este modo mais exigente e fiel de se compreender e viver a Lei deverá nortear a vida dos discípulos de Cristo, como caminho de vida e de verdadeira liberdade a ser trilhado pelo novo povo de Deus. Em resposta à Palavra de Deus, seja sempre maior o nosso empenho em progredir na acolhida e vivência da sabedoria divina!

Neste Ano Mariano, a imagem peregrina de N. Sra. Aparecida continua a visitar a Arquidiocese de Brasília, passando pelas Paróquias a ela dedicadas. No próximo domingo, dia 19, ocorrerá o encerramento da visita, na Catedral, com a missa das 18 h. Com Nossa Senhora, queremos seguir cada vez mais a Jesus, como verdadeiros discípulos e missionários! 

Imprimir Subir Voltar

 Fale Conosco Contatos Webmail Twitter GooglePlus Facebook Flickr Youtube
© Copyright 2013 - Todos os direitos reservados. Voltar a Home