Catedral de Brasília
Notícias

Hoje é Dia de São Camilo, o padroeiro dos enfermos!

14/07/2017 10:37

Piedosíssimo São Camilo de Lellis , rogai por nós!

 

Nesta sexta-feira, 14/07, é dia de celebrar o Dia de São Camilo de Lellis, padroeiro dos enfermos.

Em comemoração, a única Paróquia de Brasília dedicada ao Santo realiza missas festivas neste dia, às 07h30; 17h e 19h. Neste dia, em todas as missas serão concedidas a “Benção da Saúde” e a aspersão de água benta. Após a última Celebração terá início a Festa Julina da Paróquia, seguindo até domingo.  O festejo será no estacionamento paroquial e terá Barraquinhas com comidas típicas.

Tido como referência para estudos de enfermagem e cuidados e assistência aos doentes nos dias atuais, além de ter sido indicado pelo Papa Pio XIX, em 1930, como modelo de caridade para médicos e enfermeiro, Camilo de Lellis viveu na segunda metade do século XVI e no início do século XVII, na Itália. Mais especificadamente, nasceu em 25 de maio de 1550, em Bucchianico, província de Chieti.

Filho de militar, alistou-se aos 17 anos, e seguiu igualmente a carreira do pai, convivendo de perto com o drama de enfermos e feridos, que agonizavam de várias doenças e por várias lesões em guerras e em treinamentos militares.

Devido um tumor em um dos pés, Camilo foi expulso da vida militar e passou a levar uma vida profana, decadente e de vícios.

Tentando tratar a doença no pé, Camilo passou por muitos hospitais, até chegar ao hospital de São Tiago, em Roma, onde o rapaz viu nascer compaixão pelos doentes, onde tentou ser voluntário, para ajudar no pagamento do tratamento, mas por conta do temperamento difícil acabou abandonando o hospital.

Ainda em busca de cura, Camilo procurou por outros hospitais, até bater na porta dos franciscanos capuchinhos, onde quis trabalhar na obra de Deus.

Aos 25 anos, iniciou seu processo de conversão. Retornou ao hospital de Santiago para prosseguir com o tratamento do tumor no pé. Ao observar como os pobres doentes sofriam, Deus suscita em Camilo a santidade de ver nos enfermos a pessoa de Cristo.

"Camilo mantinha-se diante dos doentes com tanto respeito, como se estivesse realmente na presença do Senhor. De nada falava com mais frequência e com mais fervor do que da santa caridade. O seu desejo era imprimi-la no coração de todos os homens". (Relato de um companheiro de Camilo contido em documentos e livros religiosos)

Ali, Camilo começa a procurar pessoas que queiram ajudar os pobres e doentes. Assim surgiu o carisma dos ‘Camilianos’, que teve o apoio do Papa Sisto V, que aprovou o regulamento da Companhia em 1586.

No início, só os leigos o ajudavam, depois alguns sacerdotes se vincularam à Irmandade. Camilo teve que abrir novos Institutos na Itália, Sicília e em outras partes da Europa por conta do interesse das pessoas em participarem da Irmandade.

Aconselhado por São Felipe Néri, com quem tinha uma bela amizade, Camilo voltou a estudar aos 32 anos, sendo ordenado sacerdote aos 34 anos.

Numerosos são os casos em que São Camilo foi visto socorrendo e levando os doentes ao hospital, tratando-os com muita dedicação e carinho. Vários doentes recuperavam a saúde por meio da oração e da palavra deste sacerdote.

O santo levou consigo a caridade e o zelo apostólico, e em 1591, o Papa Gregório XIV reconheceu a Irmandade como uma Ordem Religiosa.

Mas acabou renunciado ao cargo de Superior Geral de sua Ordem Religiosa em 1607, pois se encontrava muito doente.

Nos primeiros dias de julho de 1614, já no seu leito de morte, recebeu a última comunhão e deixou as seguintes recomendações:

"Observai bem as regras. Haja entre vós uma grande união e muito amor. Amai, e muito, a nossa Ordem, e dedicai-vos ao apostolado dos enfermos. Trabalhai com muita alegria nesta vinha do Senhor. Se Deus me levar para o Céu, vos hei de ajudar muito de lá. As perseguições que sofreu nossa obra vieram do ódio que o demônio tem ao ver quantas almas lhe escaparam pelas garras. E já que Deus se serviu de mim, vilíssimo pecador para fundar miraculosamente esta Ordem, Ele há de propagá-las para o bem de muitas almas pelo mundo inteiro. Meus padres e queridos irmãos: eu peço misericórdia a Deus e perdão ao padre Geral aqui presente e a todos vós, de todo mau exemplo que eu pudesse ter dado, talvez mais pela minha ignorância, do que pela má vontade. Enfim, eu vos concedo da parte de Deus, como vosso Pai, em nome da Santíssima Trindade e da bem-aventurada Virgem Maria, a vós aqui presentes, aos ausentes e aos futuros, mil bênçãos".

São Camilo de Lellis faleceu no dia 14 de julho de 1614, em Roma.  Conta-se que quando foram preparar o corpo de Camilo para o sepultamento, perceberam que a úlcera do pé dele havia desaparecido.

Por insistir e trabalhar pela humanização no cuidado dos enfermos, levando muitos deles a cura, ele foi canonizado em 1746, pelo Papa Bento XIV, que alegou a data de morte o dia da Festa Litúrgica do Santo.  Em 1886, foi declarado o patrono dos doentes e dos hospitais do mundo pelo Papa Leão XIII. E em 1930, foi indicado como modelo de caridade para médicos e enfermeiro  pelo Papa Pio XIX. Por essa razão é tido hoje como  Padroeiro dos enfermos e dos hospitais, sendo estudado em muitas instituição de ensino de enfermagem, pela ação exemplar e zelosa com os doentes.


 

Oração de São Camilo de Lellis

Piedosíssimo São Camilo, que chamado por Deus para ser o amigo dos pobres enfermos, consagrastes a vida inteira a assistí-los e confortá-los, contemplai do Céu os que vos invocam confiados no vosso auxílio. Doenças da alma e do corpo fazem de nossa pobre existência um acúmulo de misérias que tornam triste e doloroso este exílio terreno. Aliviai-nos em nossas enfermidades, obtende-nos a santa resignação às disposições divinas, e na hora inevitável da morte confortai o nosso coração com as esperanças imortais da beatífica eternidade.
São Camilo de Léllis, rogai por nós.
Amém.

 

Pastoral da Saúde no DF

A Pastoral da Saúde, na Arquidiocese de Brasília, foi criada em 18 de novembro de 1979, como uma das Pastorais Sociais da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Atuante em âmbito nacional e com referência internacional, a Pastoral é comprometida em defender, preservar, cuidar, promover e celebrar a vida, tornando presente no mundo da saúde como missão libertadora de Cristo.

Atualmente, a Pastoral da Saúde está presente em 65 paróquias do Distrito Federal.

As reuniões desta equipe ocorrem geralmente nas paróquias, de acordo com a disposição de cada grupo.

Além disso, a pastoral promove adorações, vigílias, campanhas, capacitações para membros e manhãs de orações para fortalecimento espiritual do grupo. Sem contar as Missas da Saúde onde se conta com a participação dos enfermos assistidos nas casas.

 


Informações:
São Camilo de Lellis
Endereço: EQS 303/304 – Lote A / Asa Sul
Telefone: (61) 3226-0300
E-mail: psaocamilodf@gmail.com
Facebook:  https://www.facebook.com/Par%C3%B3quia-S%C3%A3o-Camilo-DF-202266653470111/

 

Por Gislene Ribeiro

Imprimir Subir Voltar

 Fale Conosco Contatos Webmail Twitter GooglePlus Facebook Flickr Youtube
© Copyright 2013 - Todos os direitos reservados. Voltar a Home