Catedral de Brasília
Notícias

Arquidiocese de Brasília se despede da Imagem Peregrina de Nossa Senhora Aparecida

20/02/2017 16:53

 

Cerca de 5 mil fieis e devotos de Nossa Senhora Aparecida passaram pela Catedral Metropolitana de Brasília, na tarde deste domingo, 19/02, para se despedir da imagem peregrina da Mãezinha Aparecida.

As atividades tiveram início ao meio dia, com a chegada da imagem. Ao longo da tarde foram realizados momento de oração, o Santo Rosário e o Ofício de Nossa Senhora, conduzidos por pastorais atuantes na Catedral, enquanto a imagem ficou exposta para veneração.

O ápice do evento foi a Celebração Eucarística, presidida pelo cardeal dom Sergio da Rocha e concelebrada pelos bispos auxiliares: dom Valdir Mamede, dom José Aparecido Gonçalves e dom Marcony Vinícius Ferreira, e por padres e diáconos de nossa Arquidiocese.

Em procissão, a imagem de Nossa Senhora Aparecida adentrou na Catedral, após a entrada de dom Sergio, conduzida pelo padre João Firmino, e foi colocada temporariamente no lugar da outra imagem de Nossa Mãe Aparecida pertencente à Catedral.

 O arcebispo metropolitano deu início à celebração dando graças a Deus pela Visita da mãe Aparecida, e comemorando os frutos alcançados em nossa Arquidiocese por intermédio da Padroeira.

“Irmãos e irmãs, tivemos, nesses últimos dias, a grande alegria de acolher a visita de Nossa Mãe e Padroeira, Nossa Senhora da Conceição Aparecida. É claro que receber a visita da Mãe é motivo de grande alegria, alegria que foi compartilhada em toda nossa Igreja ao longo da Visita Jubilar Peregrina de Nossa Senhora Aparecida. Louvemos a Deus por essa Mãe querida, que intercede por nós, que nos ensina a seguir Jesus Cristo, a servir a Deus. Bendizemos a Deus por tantas graças que cada um tem recebido através da intercessão materna de Nossa Senhora Aparecida”, afirmou o cardeal.

Já na homilia, dom Sergio da Rocha narrou um pouco da sua satisfação com a acolhida da imagem nas paróquias do DF. Para ele, foram dias de intensa devoção mariana, de oração do rosário e de aprendizado do serviço da Igreja, o que, com certeza, ajudou a fortalecer a fé e a incrementar na santidade de cada fiel.

O arcebispo lembrou ainda a importância da Virgem Maria na evangelização. Segundo o cardeal, Maria nos conduz a Cristo, ensinando-nos a ouvir a Palavra e a viver os ensinamentos que o Filho dela nos deixou. E deixou claro que, ao vivenciarmos os ensinamentos de Jesus, estamos homenageando a nossa Mãezinha, como enfatizou abaixo.

“Recordamos hoje, ao longo desse Ano Nacional Mariano, aquilo que Nossa Senhora disse aos que serviam no Casamento, em Caná da Galileia (João 2:1-11): Façam tudo o que o Meu Filho vos disser. Nossa Senhora diz isso para nós hoje: Faça o que meu Filho vos disser. E o que Jesus nos diz hoje? Jesus nos convida a santidade a sermos santos, como o Pai é Santo, vivendo o amor ao próximo, não só aqueles que gostamos e achamos simpáticos, mas a todos, de modo especial, àquele que não nos ama ou que nos faz sofrer. Seguir e viver essa Palavra de Jesus, que nos pede para amar e para perdoar, principalmente aqueles que nãos nos amam, fazem-nos sofrer, ofendem-nos e nos tratam de forma injusta, é uma forma de homenagear a Nossa Senhora. Que seja essa a nossa resposta a tanto amor que essa mãe tem por nós”, concluiu o arcebispo.

Também durante a Missa, pouco antes da benção final, um pouco de terra de Nossa Capital foi abençoada pelo cardeal dom Sergio da Rocha e entregue ao padre representante do Santuário de Nossa Senhora Aparecida, presente no local.

A areia colhida aqui, assim como nas demais arquidioceses e dioceses do Brasil que receberam a Visita da Imagem Peregrina Jubilar, comporá a coroa jubilar da Senhora da Conceição Aparecida no solene Jubileu de seus 300 anos de benção.

Ao final da Santa Missa de encerramento da Visita da imagem Peregrina de Nossa Senhora Aparecida, a imagem peregrina foi colocada no corredor central, para que as pessoas pudessem se aproximar, venerar e fazer pedidos à Mãe Aparecida.

A replicada imagem Peregrina de Nossa Senhora Aparecida chegou a Capital federal no dia 05 de fevereiro, trazida pelo cardeal Sergio da Rocha, que a recebe pessoalmente durante missa de envio na Basílica de Nossa Senhora Aparecida, em São Paulo, no sábado, dia 04 de fevereiro, às 09h.

A Visita da Mãe Aparecida nas Arquidioceses e Dioceses do Brasil acontece em comemoração ao Ano Nacional Mariano, promovido pelo  Santuário Nacional de Aparecida, em ocasião dos 300 anos do encontro da imagem Peregrina de Nossa Senhora Aparecida, nas águas do Rio Paraíba do Sul,  no estado de São Paulo.

Ao longo desses 15 dias, a imagem visitou 8 paróquias em regiões diferentes do DF, dedicadas a Santa. São elas: Catedral Metropolitana de Brasília, na Esplanada dos Ministérios, Gama, Samambaia, São Sebastião, Contagem/Sobradinho II, Fercal/ Sobradinho, Planaltina e PADEF.

Clique aqui e veja as fotos da Missa de Encerramento da Visita Peregrina de Nossa Senhora Aparecida.

 

Fé e amor pela Mãezinha Aparecida

A Visita da imagem Peregrina de Nossa Senhora Aparecida, com certeza, despertou a vivência da fé entre os fieis da Igreja de Brasília e também de moradores do entorno.

Prova disso, foi a presença da jovem Maria Helena dos Anjos, 29 anos, que veio de longe, do Valparaíso de Goiás, para ver de perto e venerar a imagem Peregrina de Nossa Senhora Aparecida.

Com um terço na mão, a moça chegou por volta das 16h na Catedral para participar das atividades marianas, em homenagem à Padroeira do Brasil.

“Em setembro passado, eu tive a oportunidade de Visitar a Imagem Peregrina de Nossa Senhora Aparecida, quando passou pela Arquidiocese de Goiânia. Agora, que ela (a imagem de Nossa Senhora Aparecida) está tão perto, eu não poderia deixar de vir, pedir a benção à minha Mãezinha e também agradecer pela proteção e intercessão diária”, disse Maria Helena.

Também encontramos dona Maria Francisca Gomes, 52, moradora de Taguatinga. Emocionada, a mulher nos contou a sua história de amor, fé e gratidão pela padroeira.

“Tenho muito a agradecer a Nossa Senhora Aparecida. Eu tive um acidente grave, fiquei dois meses internada e precisei fazer sete cirurgias. Os médicos não acreditavam em minha recuperação. Eles diziam aos meus familiares, que se eu não morresse, ficaria presa a uma cama. Mas a minha oração e a minha fé em Deus e na intercessão de Nossa Senhora Aparecida foram tão forte, que hoje eu estou de pé. Com o auxílio de um andador, mas estou de pé. A gente pode não ter nada, mas se não tiver um mínimo de fé possível, é o mesmo que estar morto, porque você vive por viver, sem perspectiva de uma vida ou um futuro melhor e alegre“, afirmou a mulher.

Diante desses e de outros testemunhos, só temos a agradecer e louvar a Deus por nos dar essa Mãe amorosa, que intercede por nós diante do Seu Filho Jesus. Essa Mãe bondosa que não abandona jamais os seus filhos, e que está sempre pronta para abraçá-los e ajudá-los.

Rezemos para que Nossa Senhora continue a interceder sempre por nós!

Nossa Senhora da Conceição Aparecida, rogai por nós!

 

A história de Nossa Senhora Aparecida

A História de devoção a Nossa Senhora da Conceição Aparecida iniciou em 1717, quando a imagem da santa foi encontrada por três pescadores no Rio Paraíba, próximo à cidade de Guaratinguetá, em São Paulo.

Conta-se que naquele ano, o povo passava por dificuldades econômicas e para completar, a escassez de peixe na região era muito grande.

Mesmo sabendo da insuficiência de peixes, três homens saíram para pescar. Ao lançarem as redes no rio pela primeira vez, os pescadores encontraram o corpo da santa, e ao lançarem novamente, encontraram a cabeça.

Após os pescadores resgatarem a imagem de Nossa Senhora da Conceição da água e a colocarem no barco, surpreendentemente uma quantidade enorme de peixe foi pescada. Este é então o primeiro milagre atribuído a nossa Senhora Aparecida.

A imagem foi então levada para a casa de Felipe Pedroso, um dos pescadores, que tratou de colar a cabeça da santa ao corpo e a colocar para veneração.

A fama de milagreira da santa logo se expandiu e, de início, a imagem recebia centenas de visitas por dia.

Passados 15 anos, admiravelmente, o número de visita à estátua não parava de crescer, pelo contrário, aumentava cada vez mais.

O padre da cidade de Guaratinguetá resolveu então criar uma capela para a Santa, ali próximo a casa de Felipe Pedroso. Lá haveria um espaço maior e mais conforto para os peregrinos realizarem as novenas, orações e promessas.

Ainda devido ao grande número de visitação, notou-se a necessidade de um espaço maior que o já existente, e três anos depois, a capela foi transferida para o Morro do Coqueiro. Dez anos depois, o morro passou a ser chamado de Aparecida. Local onde existe atualmente o Santuário Nacional de Nossa Senhora da Conceição Aparecida.

O Santuário é hoje a segunda maior igreja do mundo em área construída, com 142.865m², chegando a receber anualmente quase 12 milhões de visitantes.

Somente em 1930, Nossa Senhora da Conceição Aparecida foi proclamada pelo Papa Pio XI como Padroeira do Brasil. Neste mesmo ano, o nosso país foi solenemente consagrado a Nossa Senhora Aparecida pelo Cardeal D. Sebastião Leme.

Além de padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida é também padroeira das grávidas e dos recém-nascidos, dos rios e mares, do ouro, do mel e da beleza.

 

Oração a Nossa Senhora da Conceição Aparecida

Ó Maria Santíssima, que em vossa querida Imagem de Aparecida espalhais inúmeros benefícios sobre todo o Brasil; eu, embora indigno de pertencer ao número dos vossos filhos e filhas, mas cheio do desejo de participar dos benefícios de vossa misericórdia, prostrado a vossos pés consagro-vos meu entendimento, para que sempre pense no amor que mereceis.

Consagro-vos minha língua, para que sempre vos louve e propague vossa devoção. Consagro-vos meu coração, para que, depois de Deus, vos ame sobre todas as coisas. Recebei-me, ó Rainha incomparável, no ditoso número de vossos filhos e filhas. Acolhei-me debaixo de vossa proteção.

Socorrei-me em todas as minhas necessidades espirituais e temporais e, sobretudo, na hora de minha morte. Abençoai-me, ó Mãe Celestial, e com vossa poderosa intercessão fortalecei-me em minha fraqueza, a fim de que, servindo-vos fielmente nesta vida, possa louvar-vos, amar-vos e dar-vos graças no céu, por toda eternidade. Amém.

 

Oração Jubilar: 300 Anos de Bênçãos 

Senhora Aparecida, Mãe Padroeira, em vossa singela imagem,  há 300 anos aparecestes nas redes dos três benditos pescadores  no Rio Paraíba do Sul.  Como sinal vindo do céu, em vossa cor, vós nos dizeis que para o Pai não existem escravos,  apenas filhos muito amados.

Diante de vós, embaixadora de Deus,   rompem-se as correntes da escravidão!
Assim, daquelas redes,  passastes para o coração e a vida  de milhões de outros filhos e filhas vossos.

 Para todos tendes sido bênção:  peixes em abundância,  famílias recuperadas,  saúde alcançada, corações reconciliados,  vida cristã reassumida.

 Nós vos agradecemos tanto carinho, tanto cuidado!

Hoje, em vosso Santuário e em vossa visita peregrina,  nós vos acolhemos como mãe,  e de vossas mãos recebemos o fruto de vossa missão entre nós:  o vosso Filho Jesus, nosso Salvador.

Recordai-nos o poder, a força das mãos postas em prece! Ensinai-nos a viver vosso jubileu com gratidão e fidelidade!  

Fazei de nós vossos filhos e filhas, irmãos e irmãs de nosso Irmão Primogênito, Jesus Cristo, Amém!

 

Leia mais:

Missa marca início da visita da Imagem Peregrina de N. Sra. Aparecida à Capital Federal

Fotos da Missa de acolhida da Imagem de Nossa Senhora Aparecida

Igreja de Brasília acolhe Imagem Peregrina em Santa Missa neste domingo

Papa Francisco confirma Ano Jubilar Mariano com concessão de indulgência plenária aos fiéis

Igreja de Brasília celebra Ano Nacional Mariano

CNBB realiza ato de lançamento do Ano Mariano

 

Por Gislene Ribeiro / Foto: Anderson Medanha

Imprimir Subir Voltar

 Fale Conosco Contatos Webmail Twitter GooglePlus Facebook Flickr Youtube
© Copyright 2013 - Todos os direitos reservados. Voltar a Home